Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rostos Santacombadenses

... dar voz aos filhos de Santa Comba Dão!

Rostos Santacombadenses

... dar voz aos filhos de Santa Comba Dão!

Zila Pereira de Figueiredo

zila do café.jpg

Zila Pereira de Figueiredo nasceu a 24 de Junho de 1900 filha de António Figueiredo e de Maria José Pereira (Maria Zé dos jornais). Casou com Francisco de Oliveira (Chico do Café) e foi mãe de cinco filhos: David Oliveira, Maria José Soares, José Francisco Oliveira, Maria Zília Matos e Maria Emília Durães. Faleceu com 80 anos em 27 de Outubro de 1980.
Nascida e criada em Santa Comba Dão, onde concluiu a quarta classe, Zila Figueiredo foi costureira na adolescência, além de ajudar a mãe no negócio da distribuição de jornais e encomendas que eram despachadas por comboio. O marido, Francisco de Oliveira, um afamado pasteleiro natural de Povolide, Viseu, tinha acabado de chegar da Flandres onde combateu na I Guerra Mundial. D. Zila acompanhou-o para o Porto onde este passou a exercer a sua profissão numa das melhores pastelarias da cidade, a Bijou. Dois anos depois o casal voltou a Santa Comba onde se estabeleceu por conta própria com o “Café-Restaurante Oliveira” [outra foto], numa casa alugada na Quinta do Barão, entre a Casa dos Arcos e a Igreja, num local onde hoje fica o Jardim Municipal Alves Mateus.
Cerca de uma década depois, um incêndio destruiu essa casa. O senhorio, que também era proprietário da Casa dos Arcos, preparou neste solar as dependências do rés-do-chão para que o casal Chico e Zila se instalasse de novo. Foi aí que nasceu o Café Arcada, que durante quatro décadas serviu à população da então vila a afamada pastelaria que confeccionava. Durante quase cinquenta anos foi aqui no Café Arcada que D. Zila trabalhou arduamente [que levou o povo a conhecê-la como Zila do Café] numa primeira fase em conjunto com o marido e após a morte deste, em 1952, como única proprietária.

... compilação enviada pelo neto António Maria de Matos

Zila Pereira de Figueiredo no facebook