Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rostos Santacombadenses

... dar voz aos filhos de Santa Comba Dão!

Rostos Santacombadenses

... dar voz aos filhos de Santa Comba Dão!

Maria do Céu Henriques

ti maria do céu marota.jpg

D. Maria do Céu nasceu nas Lameiras, freguesia de Óvoa, em 17 de Fevereiro de 1930. Completaria hoje 85 anos. Conhecida também como Ti Maria do Céu "Marota" deve a alcunha ao marido José Martins Ribeiro, natural de Amarante que saiu do seu torrão para trabalhar na construção das estradas rodoviárias na região do Dão. Depois de viver uns tempos nas Lameiras, o casal assentou residência na Venda do Cebo, lugar próximo também pertencente à freguesia de Óvoa. Geraram dez filhos, quatro mulheres e seis homens. A morte prematura de José, aos 42 anos em acidente rodoviário, modificou completamente a vida de Ti Maria do Céu. Viúva, com apenas 38 anos de idade, ficou a braços com um ror de filhos, alguns deles ainda crianças sendo o mais novo um bebé de apenas 9 meses de idade. Mulher de armas, não se deixou ir abaixo e mandou os mais velhos trabalhar para ajudar no sustento de casa enquanto ela aliava a lida doméstica com a vida no campo, trabalhando "ao dia fora" nas quintas da região. 
Mulher de vida sofrida com imensas razões para se sentir triste e revoltada, contudo não vivia amargurada e até gostava de exteriorizar a sua alegria cantando canções populares da sua meninice. Adorava sentir-se rodeada de toda a família "Marota", como é conhecida, mui especialmente dos netos que vinham aparecendo. Daí a razão de ter ficado fortemente abalada com a morte de um filho, Manuel, com apenas 49 anos de idade.
A independência que as contingências da vida lhe obrigaram a ter, fez com que se recusasse a viver em casa de algum dos filhos, preferindo residir sozinha até poder. Contudo, a doença obrigou-a a recolher a uma casa de repouso e em Julho de 2009 fechou os olhos silenciosamente e em paz no Lar do Rojão Grande.
A Junta de Freguesia de Óvoa homenageou postumamente a Ti Maria do Céu, embelezando o espaço onde costumava sentar-se para descansar as pernas. Em painel de azulejos, nesse recanto da Venda do Cebo, pode ler-se: CANTINHO DA TIA CÉU.

... foto e dados cedidos pela nora Neide Paula

Maria do Céu no facebook

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.