Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rostos Santacombadenses

... dar voz aos filhos de Santa Comba Dão!

Rostos Santacombadenses

... dar voz aos filhos de Santa Comba Dão!

Alda e Abel

alda e abel.jpg

Casal popularíssimo e simpático, residia no Serrado, aglomerado populacional na zona norte de Santa Comba Dão. Aliás, a singela construção de Alda e Abel foi uma das pioneiras na formação do hoje populoso Bairro do Serrado. Alda Nunes Marques é natural de Casal Maria, pequeno burgo da então freguesia do Couto do Mosteiro, onde nasceu no ano de 1927, precisamente no dia 8 de Março que nos dias de hoje é comemorado como o Dia da Mulher. Doméstica, enviuvou de Abel Ferreira de Sousa em 2007. O popular Abel Latoeiro, que herdou o nome e a profissão de seu pai Abel, nasceu em 1926 e tinha oficina de latoaria na Alexandre Herculano, rua que nasce no Largo do Chafariz [Largo Eng Urbano] e desagua no Largo do Balcão. Abra-se parêntesis para a arte de latoaria [ou funilaria] que, apesar de quase desconhecida das gerações mais recentes por estar em vias de desaparecimento, era de uma importância vital na formação das sociedades de antanho. Em tempos em que o plástico era uma miragem, muitos dos utensílios do quotidiano como funis e almotolias, cântaros e regadores, bacias e alguidares, pás de lixo, escalfetas e braseiras, e lamparinas e candeeiros, eram fabricados em lata [folha de Flandres]. Sem latoeiro a vida não seria possível, passe o exagero, e talvez daí a enorme importância dada antigamente a um latoeiro e à sua oficina, que até levou a população santacombadense a baptizar a ruela que fazia esquina com a latoaria de "Quelha do Abel Latoeiro". Designações que o progresso [e a fraca memória dos edis] apaga. Abel faleceu prestes a completar 81 anos, em Maio de 2007 e D. Alda viria a falecer cinco anos mais tarde, em 2012, com 85 anos. 

... foto com a assinatura de Vasco Assis Neves
... dados fornecidos por D. Isilda, a mais velha das três filhas do casal Alda e Abel

Alda e Abel no facebook