Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rostos Santacombadenses

... dar voz aos filhos de Santa Comba Dão!

Rostos Santacombadenses

... dar voz aos filhos de Santa Comba Dão!

José Joaquim Alves de Oliveira Massano

zequinha massano.jpg

Teria nascido no ano de 1935, na então vila de Santa Comba Dão, e era filho de Salvador Oliveira Massano e Ilda Maria Alves.
Falar sobre o amigo Zéquinha, não é tarefa fácil!
Não lhe conhecemos qualquer actividade profissional, era antes um "bon vivant"e aristrocático por vocação.
Vivia só, era rebelde excêntrico e um tertuliano nato. Nos cafés da terra, ora na sua residência ou até em pleno passeio, era vê-lo rodeado de amigos mais novos e não só, que se deliciavam com "histórias de encantar", peripécias que lhe aconteciam, mas que eram totalmente falsas, ou até o ensino da "técnica de engate de moçoilas", como se ele fosse um "engatatão" de 1ª classe.
Por diversas vezes chegava ao Largo do Balcão, e comentava "desesperado", que andava cheio de sono, porque durante as madrugadas, na sua casa da Franca, uma raposa lhe subia ao telhado, e sempre o acordava com latidos "alucinantes".
Pura mentira, porque a raposa, mesmo sendo astuta, nunca conseguiria subir ao telhado.
Mas dizia aquilo com uma convicção, que quem não o conhecesse "mamava-a" como gente grande !
Não aceitava conselhos de ninguém, viveu intensamente e veio a falecer, ainda não tinha completado, os 50 anos.
Foi assim a vida do amigo Zéquinha, que viveu feliz,como pode e como quis, mas sempre fiel aos amigos e ao amor incondicional que tinha por toda a familia.
Deixou-nos novo, mas ficou a saudade.

Dados: Cortesia do sobrinho prof. dr. Massano Cardoso / Foto: Mário Costa

José Joaquim Massano no facebook